"Difícil dormir quando seu quarto ta em silêncio, mas sua mente tá tão alta."

Desconhecido.       (via r-e-p-e-n-s-o-u)

(Source: TEDIO-FOME-E-PREGUICA.TUMBLR.COM, via encabulou)

"- Eu nunca gosto de nada, e gostei tanto de você.
- É?
- Droga.
- O quê?
- Eu falando de gostar.
- E daí?
- E daí que vai acontecer tudo de novo.
- O quê?
- Vou sentir demais, falar demais, escrever demais. E você vai embora."

Tati Bernardi (via paulaferfer)

(Source: quebramarr, via airam-2)

(Source: palesttina, via odeiorotulos)

…tô comendo salada ao invés daquele pedaço de pizza que eu queria tanto.

comoeumesintoquando:

image

"I’d make-out to Arctic Monkeys with you"

— Ancient Proverb implying utmost respect and honour (via imjustbeingfriendly)

(via 1-800-555-url)

"Ando sem vontade de acordar, levantar e começar meu dia. Ver as mesmas pessoas, com as mesmas máscaras e falsidades. Cansada de me olhar no espelho e ver aqueles olhos vazios e sem brilho, com saudades de um dia bom. Talvez eu só tenha uma fase mal elaborada pelo destino, que me colocou nessa por falta de planejamento. Vira rotina querer se esconder e dormir, apenas. Entrar em um mundo de sonhos onde só pertence a você, com fantasias boas. E mesmo assim, as vezes aquele destino, que fez um mal planejamento, te acorda para você não saber o final do sonho. Parece que não há incentivos concretos para caminhar pela rua ou mover os músculos certos para falar. Tá uma droga, e talvez não seja só uma fase. Talvez seja o resto da vida assim. Mas ninguém possui uma bola de cristal para saber o dia de amanha. Nem uma fase próxima. Nem se haverá dias melhores. Terei que ver com os próprios olhos e aguentar a caminhada árdua para encontrar a resposta."

s-egregada (via s-egregada)

(via encabulou)

"Eu já matei você mil vezes e seu amor ainda me vem. Então me diga… quantas vidas você tem?"

Paulinho Moska. (via supostos)

(Source: fraquejou, via encabulou)

"Você sabe. Acho que sempre soube. Eu tinha medo de gostar de alguém, de me envolver, de me mostrar sem disfarces. Amar dá um medo danado. De perder a liberdade, a identidade, de se machucar, de não saber mais voltar."

Clarissa Corrêa. (via emotizar)

(Source: hermosa-em-fuga, via encabulou)